Cemitério de Agulha tem sepulturas danificadas e objetos furtados

Cemitério de Agulha tem sepulturas danificadas e objetos furtados

Última atualização em 30/07/2021, 19h24min por A Trombeta

Dezenas de sepulturas do Cemitério Municipal de Agulha foram danificadas e peças de bronze furtadas. Segundo Naila Ramos da Silva, zeladora do velório e cemitério do distrito, os danos e os furtos, “provavelmente aconteceram na noite de sexta-feira (23/07), pois na tarde daquele dia estivemos aqui limpando e estava tudo em ordem” disse a funcionária.

O fato foi comunicado à polícia por Adison Ascêncio, subprefeito do distrito de Agulha. Ele calcula que cerca de 50 sepulturas foram profanadas com a subtração de imagens, crucifixos, vasos e adornos de bronze.

A polícia orienta para que as pessoas que tem familiares sepultados em Agulha verifiquem se foram vitimas desse crime e acionem as autoridades fornecendo detalhes dos objetos subtraídos. O intuito é agregar informações para colaborar nas investigações e até mesmo no possível reconhecimento das peças furtadas caso sejam encontradas.

Peças “esquecidas”

A funcionária Naila, conta que na manhã do sábado, quando percebeu os furtos e danos, ao caminhar no interior do cemitério acabou encontrando alguns crucifixos e peças “perdidas” pelo chão. Outras peças também foram encontradas em um terreno baldio vizinho do cemitério. Todas as peças encontradas estão a disposição para reconhecimento no escritório do Velório Municipal.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.