Ladrões invadem sitio em Aparecida e rendem mulher e uma criança

Ladrões invadem sitio em Aparecida e rendem mulher e uma criança

Última atualização em 04/05/2022, 5h28min por A Trombeta

No início da noite de ontem (22/04) por volta das 19h, três ladrões invadiram um sítio denominado Sitio Lagoa localizado na área rural do distrito de Aparecida de Monte Alto, quando renderam uma mulher e uma criança que estavam na casa.

A reportagem A Trombeta esteve nesta manhã no local do crime e falou com as vitimas e o proprietário do sítio. A mulher ainda bastante assustada contou como foi a ação dos criminosos. Eles trabalham na propriedade como agricultores e na tarde de ontem seu esposo foi até Pirangi comprar mantimentos para a semana e ela ficou sozinha com a filha do casal, de quatro anos de idade.

Já estava escuro quando escutou um barulho estranho no quintal, onde existem outras casas e um galpão com máquinas e equipamentos. Achou esquisito o barulho, e até achou que poderia ser o esposo que retornava. Como o marido não apareceu, seu medo aumentou e ligou a ele narrando que estava acontecendo. Ele em Pirangi fez contato com a polícia. Na sequencia ela ligou para o patrão que não reside na propriedade, mas não conseguiu falar, pois nesse momento os ladrões arrombaram a porta do cômodo que estava. Mas por sorte o celular ficou ligado e o proprietário do sítio escutou a ação dos criminosos e até a rendição da funcionária. Imediatamente o sitiante ligou para a polícia que retransmitiu a ocorrência de roubo para toda a região.

Porta de ferro que foi arrombada pelos ladrões

Segundo a mulher, os ladrões queriam dinheiro, joias e armas. Enquanto um deles ficou com ela e a criança, os outros foram até o galpão onde estão os tratores. No entanto, a polícia sabendo do crime em andamento foi para o local, que foi percebido pelos criminosos.

A fuga

Numa distração dos ladrões a mulher pegou a filha no colo e fugiu na escuridão em meio a um pomar de limão. Se escondendo sob um limoeiro enquanto ouvia de longe os acontecimentos na casa. Com a chegada da polícia os criminosos fugiram. Os policiais, o esposo, familiares e o proprietário do sitio não encontraram a mulher. Pensaram que os ladrões tinham levado ela como refém. O que era preocupante.

“Ouvia voz de minha mãe me chamando, mas tinha medo que os ladrões tivessem rendido ela e o esposo” disse a mulher. E, portanto, não saía de onde estava. Após algum tempo viu as luzes das viaturas policiais e ainda com muito medo se aproximou da casa. Contou que ficou por volta de uma hora escondida.

Situação controlada, com a fuga dos ladrões e a presença da polícia. Foram roubados cem reais em dinheiro, a aliança de casamento que estava no dedo da vítima e uma correntinha de ouro da mulher. Ninguém ficou ferido e até o momento os ladrões não foram identificados ou presos.

Segundo o sargento Adriano Marques, comandante da Polícia Militar de Fernando Prestes, certamente os criminosos pretendiam levar as máquinas agrícolas e implementos agrícolas. Nesta semana dois tratores foram furtados na região de Fernando Prestes/Taquaritinga. O policial orienta que quando trabalhadores que residem na zona rural, virem algum estranho rondando a propriedade durante o dia, procurem anotar dos dados dos veículos. “Os criminosos fazem o levantamento dos possíveis alvos durante o dia e a noite a quadrilha pratica os roubos e furtos” concluiu Marques.

Publicidade

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.