A testosterona controlada é essencial à sexualidade e saúde do homem

A testosterona controlada é essencial à sexualidade e saúde do homem

Última atualização em 10/03/2021, 4h40min por A Trombeta

A disfunção erétil, o apetite sexual, a depressão, os problemas de concentração e memória são apenas alguns dos aspetos nos quais a testosterona desempenha um papel muito importante. Além de ser essencial na sexualidade masculina, a testosterona cumpre outras funções extremamente relevantes, sendo que ajuda a preservar a densidade óssea, os níveis de glóbulos vermelhos no sangue e a sensação de bem-estar. Veja a seguir algumas dicas para você que já passou dos 30 anos para que continue bem.

1. Perca peso
O peso em excesso não ajuda. Para ser mais viril, convém perder esses quilos a mais. Segundo vários estudos da Endocrine Society’s, os homens com excesso de peso são mais propensos a ter baixos níveis de testosterona. Para tal só há duas soluções: ter cuidado com a alimentação e fazer mais exercício físico.

·     Esqueça os açúcares! Os níveis de testosterona diminuem depois de ingerir açúcar. É necessário reduzir ou eliminar o açúcar que ingere com os alimentos e as bebidas.
·     Diminua ou elimine o consumo de álcool.
·     Faça uma dieta saudável à base de legumes, frutas, gorduras saudáveis…
·     Aposte nestes alimentos: ostras, ovos, carne bovina, alho e brócolis, que são conhecidos por promoverem a produção de testosterona.
·     Calce um tênis e ganhe força para uma atividade física.  O sacrifício vai valer a pena. Vai observar uma melhoria significativa da sua saúde e condição física ao perder peso e ficar mais firme, o que, por conseguinte, terá um impacto positivo na sua autoestima.

2. Exercícios de alta intensidade e treinos de força
Os exercícios de alta intensidade aumentam os níveis de testosterona e previnem a sua deterioração. Há várias fórmulas que o podem ajudar a fazer subir os níveis deste hormônio. Mas, atenção, deve consultar sempre o seu médico para não ter um efeito contraproducente.

Intensidade
·  Aqueça e faça alongamentos (como deve fazer sempre antes de qualquer treino). 
· Realize exercícios o mais rápido e com o maior peso possível, em séries de 30 segundos.
· Descanse e faça exercícios de respiração durante 90 segundos. Depois, repita o mesmo processo seis ou sete vezes.

Treino de força
· Por exemplo, aumente o peso e reduza o número de repetições com pesos ou barras.
· Concentre-se nos exercícios que trabalham um maior número de músculos, como o levantamento de peso morto ou agachamentos.

Treino com pesos
· Realize as sessões de treino a um ritmo lento. Ao diminuir a velocidade do movimento, o treino converte-se num exercício de alta intensidade. E para quem tem problemas de perda de urina, o truque é trabalhar o tronco.

3. O zinco é um bom aliado
Este mineral é importante para a produção de testosterona. A carne e o peixe são alimentos ricos em zinco, assim como o leite cru, o queijo cru, os feijões e o iogurte ou quefir feito com leite cru.

4. Reduza o stress
Quando um homem sofre de stress ou está estressado, o corpo liberta elevados níveis de cortisol, um hormônio que bloqueia os efeitos da testosterona. Inteligência emocional, meditação, ioga, saber rir-se de si próprio, dormir e descansar bem, uma perspectiva positiva da vida… estas são apenas algumas técnicas para reduzir o stress. 

5. Estímulos sexuais
Uma simples ereção eleva os níveis de testosterona. Quando se estimula sexualmente os níveis deste importante hormônio disparam. Pelo contrário, se não se sentir sexualmente excitado durante longos períodos de tempo, tal diminui os níveis de testosterona no sangue e cada vez mais será difícil estimular-se. Explore as mil e uma formas do erotismo e desfrute. 

Conteúdo de apoio: www.tena.pt
Imagem: Pixabay

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *