Cândido Rodrigues e Pirangi festejam o padroeiro Santo Antônio

Cândido Rodrigues e Pirangi festejam o padroeiro Santo Antônio

Última atualização em 05/06/2024, 10h57min por A Trombeta

As comunidades católicas das cidades de Cândido Rodrigues e Pirangi celebram neste mês de junho Santo Antônio de Pádua. Ambas as cidades iniciaram ontem, 31/05, a parte religiosa com missas e a trezena culminando no dia 13/06.

A parte social em cândido Rodrigues será nos dias 08, 09 e 13/06 no Pavilhão de Festas Santo Antônio de Pádua, com leilão de prendas e assados e diversos shows. Já em Pirangi a parte social tem sua parte social atrelada a religiosa e a quermesse com shows e leilões também começaram ontem. Veja programação abaixo.

Saiba um pouco mais sobre Santo Antônio de Pádua

Santo Antônio de Pádua, nascido como Fernando de Bulhões em 15 de agosto de 1195 em Lisboa, Portugal, é um dos santos mais venerados da Igreja Católica. Ele proveniente de uma família nobre e rica, demonstrou desde cedo um profundo interesse pela vida religiosa. Aos 15 anos, ingressou na Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho, onde se dedicou aos estudos teológicos e filosóficos.

Sua vida mudou significativamente quando entrou em contato com os frades franciscanos. Impressionado pelo martírio dos primeiros missionários franciscanos no Marrocos, Fernando decidiu seguir os passos de São Francisco de Assis, adotando o nome de Antônio ao se juntar à Ordem dos Frades Menores em 1220.

Santo Antônio se destacou rapidamente por sua eloquência e profundidade espiritual, tornando-se um pregador renomado. Foi chamado para ensinar teologia na Universidade de Bolonha, uma das mais prestigiosas da época. Sua pregação, no entanto, não se limitava às salas de aula; ele viajava extensivamente pela Itália e França, convertendo muitos através de seus sermões apaixonados.

A Devoção no Brasil

A devoção a Santo Antônio foi trazida ao Brasil pelos colonizadores portugueses no século XVI. Os primeiros missionários e colonizadores viram em Santo Antônio um poderoso intercessor e propagador da fé cristã. Sua imagem e culto se espalharam rapidamente pelas vilas e cidades em formação.

Santo Antônio tornou-se especialmente popular entre os escravos africanos e os povos indígenas, que se identificavam com sua pregação sobre justiça social e amor ao próximo. As igrejas dedicadas a Santo Antônio se multiplicaram pelo território brasileiro, refletindo a fé profunda do povo em seu poder de intercessão.

Fama de Santo Casamenteiro

Santo Antônio é amplamente conhecido como o “santo casamenteiro”. Essa associação tem várias origens. Uma das histórias mais conhecidas é que Santo Antônio ajudava mulheres pobres a conseguirem o dote necessário para se casar. Em uma das lendas, ele teria dado moedas de ouro a uma jovem sem dote, permitindo que ela se casasse.

Outra razão para essa reputação é a sua intercessão em casos de amor e casamento. Muitas mulheres recorrem a ele para encontrar um bom marido ou para restaurar relacionamentos problemáticos. Em Portugal e no Brasil, é comum que as mulheres façam simpatias e rezas para Santo Antônio, especialmente no dia 13 de junho, sua festa litúrgica, pedindo-lhe ajuda em assuntos amorosos.

As tradições incluem colocar a imagem do santo de cabeça para baixo ou retirar o Menino Jesus dos seus braços até que o pedido de casamento seja atendido. Essas práticas folclóricas refletem a crença popular no poder do santo para interceder em questões de amor.

Alguns outros santos que levam nome de Antônio

Na tradição católica, há vários santos que levam o nome de Antônio além de Santo Antônio de Pádua. Aqui estão alguns dos mais conhecidos:

1.Santo Antônio, o Grande (ou Santo Antônio Abade) – Também conhecido como Santo Antão, é considerado o fundador do monasticismo cristão. Nasceu por volta do ano 251 no Egito e viveu uma vida de ascetismo no deserto.

2. Santo Antônio Maria Zaccaria – Fundador da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (Barnabitas) e das Irmãs Angélicas de São Paulo. Nasceu em 1502 em Cremona, Itália, e é conhecido por sua reforma na vida religiosa e sua devoção ao apostolado.

3. Santo Antônio de Florença (ou Antônio Pierozzi) – Arcebispo de Florença e membro da Ordem dos Pregadores (Dominicanos). Nascido em 1389, foi um reformador e um defensor da disciplina eclesiástica.

4. Santo Antônio Daniel – Um dos mártires canadenses (ou mártires da Nova França). Nascido na França em 1601, foi um missionário jesuíta que trabalhou entre os povos indígenas na América do Norte e foi martirizado em 1648.

5. Santo Antônio de Kiev (ou Antônio de Pechersk) – Co-fundador do Mosteiro das Cavernas de Kiev, um dos mosteiros mais importantes da Igreja Ortodoxa. Viveu no século XI e é venerado tanto pela Igreja Ortodoxa como pela Igreja Católica.

6. Santo Antônio de Lisboa – Este é um nome alternativo para Santo Antônio de Pádua, refletindo seu local de nascimento.

7. Santo Antônio de Sanabria – Menos conhecido, ele foi um monge que viveu na Espanha durante o século IX e é venerado localmente.

8. Santo Antônio de Galvão (ou Frei Galvão) – O primeiro santo nascido no Brasil, conhecido por suas pílulas milagrosas e seu trabalho como pregador e confessor. Nasceu em 1739 em Guaratinguetá, São Paulo, e foi canonizado em 2007.

Estes santos representam apenas uma parte dos muitos indivíduos com o nome de Antônio que foram canonizados pela Igreja Católica, refletindo a popularidade e a significância do nome ao longo da história do Cristianismo.

Fonte de apoio: Wikipedia
Imagem de capa: Santo Antônio de Pádua pelo pintor alemão Stephan, I Kessler (1622-1700)

Publicidade

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *