Refazendo Caminhos – Introdução

Refazendo Caminhos – Introdução

Última atualização em 22/05/2021, 20:33h por A Trombeta

O desemboque pelos Sertões de Araraquara e seus caminhos.

Desde as primeiras décadas do século XIX a expansão pelo interior do Brasil tornou-se mais agressiva, principalmente com a vinda da Família Real para a sua colônia mais próspera em 1807. Foi a partir desta data que a doação de terras através da cessão de sesmarias criou corpo pelo Brasil afora e consequentemente o interior do Estado de São Paulo estava inserido neste contexto.

Dessa forma foram surgindo as picadas e os caminhos para acessar esses lugares remotos. No território paulista havia três caminhos importantes que ligavam a capital São Paulo (radiais) ao interior do Brasil: Caminho de Goiás (Estrada do Anhanguera) 1725, Picadão de Cuiabá (posteriormente denominado Estrada Geral) 1799, e Caminho de Cuiabá respectivamente hoje seria a Rodovia Anhanguera, parte da Rodovia Washington Luís e, conjunto de rotas a margem direita do Rio Tietê.

No entanto esses caminhos não ficaram no vazio dos sertões paulista muito tempo e logo foram surgindo picadas transversais e laterais interligando as três rotas principais, como que a aranha tece sua teia formando uma rede. No emaranhado dessa rede, em muitos pontos surgiram as paradas, vilarejos, povoados e cidades como são hoje.

O objeto desta série de reportagens é resgatar ou até mesmo refazer esses caminhos e seus muitos pontos de referência para que esta e as futuras gerações saibam como foi a luta de seus antepassados em chegarem até aqui.

Compartilhar

2 pensamentos “Refazendo Caminhos – Introdução

  1. Parabéns pela iniciativa Saul, os nossos jovens precisam conhecer a história de seus antepassados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *