Clodoaldo Martins apresenta seu mais recente trabalho

Clodoaldo Martins apresenta seu mais recente trabalho

Última atualização em 24/06/2021, 7h17min por A Trombeta

No dia 12 de junho, Clodoaldo Martins, artista plástico, apresentou mais um trabalho no site www.clodoaldomartins.com.br e redes sociais. A pintura, denominada “Uma tarde na escada da fazenda”, é disposta na vertical e tem 83,8 de altura por 63,5 de largura e teve sua composição, desde a busca pelo cenário ideal, o encontro dos modelos e a transferência da arte realista para a tela acompanhada e registrada pela jornalista e documentarista Marcia de Freitas Alves, que produziu três filmes contextualizando a narrativa de Clodoaldo.

Segundo ele, a tela mostra um entardecer de outono, onde uma avó interage com os netos para alimentar um cachorrinho, sob o olhar atento da mãe das crianças. Talvez esse seja apenas um viés da concepção de Clodoaldo. Pois, como disse Eugène Fromentin, pintor e escultor francês, “a arte de pintar é apenas a arte de exprimir o invisível através do visível”. A tela será enviada para uma galeria nos Estados Unidos, onde ficará exposta.

Obra premiada em Nova Iorque

A obra “Aves de Milena” , de Clodoaldo Martins, foi classificada e exposta entre os selecionados pela comissão julgadora em Nova Iorque (EUA), no evento promovido pela International Figure Painting Competition (NTD), realizado entre os dias 24 a 30 de novembro 2019.  Neste mesmo período ele participou, em Barcelona, na Espanha, de um duplo workshop sobre pintura e tatuagem.

Clodoaldo conta que foi uma grata surpresa a participação de Nova Iorque, convidado pela própria organização do evento sem indicação ou apresentação anterior por colegas ou instituições. “Os organizadores viram meu trabalho pelo Facebook e fizeram o convite” disse ele. Quando recebeu o convite para participar da exposição não tinha nenhuma pintura concluída e acabada. Estava terminando uma obra, já vendida, mas pediu autorização à proprietária, que concordou e gostou da ideia. “Gostou mais ainda quando a tela foi classificada entre as melhores do mundo”, brincou. A exposição da NTD – International Figure Painting Competition (NTD) contemplou 46 países, com a participação de 258 artistas e 400 obras.

O workshop na Espanha foi organizado por Max Ghostar, artista plástico peruano com forte atuação em tatuagem por toda a Europa. Clodoaldo esteve por dez dias em Barcelona quando expôs a um grupo de pessoas suas técnicas de pintura e seus trabalhos. “Foi muito gratificante esse contato com a Europa, poder mostrar um pouco de nossa arte” relata.

Breve histórico

Clodoaldo Martins nasceu no distrito de Agulha, município de Fernando Prestes, Estado de São Paulo. A partir dos nove anos de idade, tomou consciência da sua vocação para o desenho e aos 10, já desenhava com muito empenho e satisfação pessoal. Iniciou seus estudos formais aos 13 anos, com o professor de desenho Luis Dotto, em Catanduva. Ainda na adolescência, participou de aulas de pintura, inicialmente, com o artista plástico Sérgio Amorim e, posteriormente, com Celso Bayo.

Em 2003, conheceu Washington Maguetas, que o auxiliou no aprimoramento de sua técnica. Logo em seguida recebeu valiosas contribuições de Alexandre Fausto e de Arlindo Casttelani de Carli.

Durante entrevista exclusiva ao jornal e site A Trombeta em dezembro de 2019, Clodoaldo Martins também falou sobre sua carreira, inspiração, cenários e projetos. Quanto a carreira disse que mudou um pouco a temática de suas obras em relação ao início de sua trajetória artística. Hoje se considera um pintor realista figurativo. Retrata em suas telas, com perfeição, pessoas em seu cotidiano em todos os ambientes. Também falou sobre a construção de cenários que transpõe para as telas. “Apesar de árdua e trabalhosa, a construção desses cenários é importante para que eu consiga retratar com a maior precisão possível a realidade e a vida das pessoas” disse.

Inspiração

O pintor agulhense, que divide seu tempo entre um ateliê de restauração em São Paulo e Agulha, onde reside, hoje tem como norte o artista plástico americano Morgan Weistling. Como Clodoaldo, Morgan aprendeu arte sozinho, na biblioteca de arte de seu pai e, aos 15 anos, frequentou o Brandes Art Institute, onde desenhar a figura da vida era o foco principal. O jovem artista foi ‘descoberto’ enquanto trabalhava em uma loja de materiais de arte quando, por acaso, mostrou sua arte a um ilustrador de destaque. No dia seguinte, ele trabalhou em uma das principais agências de pôsteres de filmes de Hollywood. Nos 14 anos seguintes, Morgan ilustrou para todos os principais estúdios de cinema, ganhando uma experiência inestimável. As belas pinturas a óleo de Morgan Weistling estão nas coleções permanentes de museus de prestígio e ganharam consistentemente prêmios importantes, incluindo o cobiçado prêmio Prix de West no National Cowboy and Western Heritage Museum e os Patrons ‘Choice e Artists’ Choice no Masters of a exibição do oeste americano no Autry National Center. Ele também é um professor muito procurado, tanto em oficinas particulares quanto na Scottsdale Artist School.

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.