Cuidados para não cair em golpes pelo WhatsApp

Cuidados para não cair em golpes pelo WhatsApp

Última atualização em 14/02/2021, 6h26min por A Trombeta

Sabe aquela história de um amigo ou parente que faz contato pelo WhatsApp ou SMS pedindo algum dinheiro emprestado para pagar alguma coisa urgente? Cuidado. Pode ser um golpe. 

O caso a seguir é verídico, apenas os nomes são fictícios por segurança e privacidade das vítimas.  Pedro que reside em Campo Grande-MS  recebe uma mensagem via WhatsApp de uma pessoa se passando por sua irmã que reside em Fernando Prestes, pedindo que faça uma transferência bancária, por PIX ou depósito entre contas no valor de R$5.000,00. O golpista pede então que faça a transferência para uma pessoa a quem, supostamente a irmã, teria de saldar uma conta ou compromisso. Pedro, muito solicito, pensando estar ajudando a irmã a resolver o problema transfere o dinheiro ao golpista via PIX.

No caso em questão, o criminoso nem teve o trabalho de clonar o WhatsApp da irmã de Pedro, o que acontece em muitos crimes, ele simplesmente usou a foto do status dela, facilmente apanhada nas redes sociais ou Internet e fez contato pedindo ajuda. Pedro não se atentou ao numero do telefone do criminoso que não era o mesmo da irmã. Quando desconfiou que poderia ser um golpe, ligou para a irmã mas já era tarde, o criminoso já tinha sacado o dinheiro no banco destinatário.

O sargento Adriano Marques, comandante da Polícia Militar de Fernando Prestes orienta que todas as pessoas devem estar atentas para não caírem em golpes. No caso específico, que foi mencionado, Pedro deveria ter:

– checar se o telefone era realmente da irmã;

– retornar a ligação a sua irmã e falado com ela sobre o assunto;

– desconfiar sempre da urgência desesperada do “parente” ou amigo;

– não envie dinheiro à terceiro. Se confirmar os dados do amigo ou parente e você for enviar o dinheiro o faça a uma conta particular e antes de confirmar a transação veja o nome do destinatário, o sistema bancário permite isso, até mesmo pelo PIX.

Marques também comentou sobre o clone do WhatsApp, um pouco mais difícil de identificar o golpe pois o número do amigo ou parente foi clonado, mas nada que uma ligação convencional não resolva. Se o interlocutor não atender, não envie dinheiro nenhum. “É melhor explicar ao parente ou amigo a demora, quando for real em atender a um favor, do que cair em golpe” conclui o sargento Marques.

Os crimes dessa natureza são difíceis de esclarecer pois normalmente os estelionatários usam “laranjas” para receber o dinheiro do golpe. Mais ainda: o ressarcimento financeiro é quase que impossível.

Clonagem do WhatsApp

A clonagem do WhatsApp é muito difícil se não tiver a participação do proprietário do celular, isto porque, é preciso que o dono da conta divulgue um código ao criminoso que age de várias formas para obter esse numero. É prioritário não passar de forma alguma qualquer código ou número para alguém seja quem for. Normalmente os criminosos usam como disfarce sites de compras, bancos, financeiras, telemarketing, entidades governamentais (INSS, Receita Federal, etc.) e recentemente diante da pandemia até do Ministério da Saúde sobre cadastro de vacinação. Tudo golpe. Não responda e nem estenda a conversa.

Dicas importantes para não evitar golpes

1. Desligue imediatamente caso receba uma ligação de um desconhecido dizendo ser de uma empresa ou órgão governamental solicitando dinheiro, número de documentos, dados de conta bancária ou cartão de crédito.

2. Não atender ligações a cobrar, caso não estiver esperando.

3. Não ligue de volta para um número suspeito, pois se for alguma fraude, você poderá mostrar que é vulnerável a golpes ao retornar a ligação.

4. Caso receba uma chamada de telemarketing em um horário inadequado, verifique com o PROCON de seu Estado se é possível denunciar. Boa parte dos estados brasileiros já possuem regulamentação contra isso.

5. Se alguém ligar dizendo que um parente ou amigo está em perigo, dando detalhes da pessoa, o ideal é manter a calma e, antes de qualquer atitude, telefonar para a pessoa que te disseram que está em risco para saber se é verídico. Se parecer real, acione polícia antes de tomar qualquer outra atitude.

6. Caso receba ameaças constantes no telefone fixo, com detalhes de sua vida pessoal, o ideal é fazer um boletim de ocorrência e solicitar a mudança do número da linha junto à operadora telefônica.

7. Caso seja no celular, existem ferramentas para bloquear chamadas suspeitas, como o Whitepages Ident & Bloq Chamadas, app gratuito que identifica possíveis ligações inconvenientes ou de extorsão. Com um app, é possível bloquear as ligações e denunciar o número para que outras pessoas também não sejam incomodadas.

Link úteis como mais informações sobre o assunto.

https://g1.globo.com/especial-publicitario/whatsapp/noticia/2020/04/30/veja-em-5-passos-como-se-proteger-de-golpes-no-whatsapp.ghtml

https://www.aosfatos.org/noticias/desenhamos-dicas-para-voce-se-prevenir-de-golpes-no-whatsapp/

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *